Páginas

Por 10 anos o Atelier Clube das Gerais manteve uma sede onde haviam cursos de patchwork e quilt.

Fruto deste período muitas pessoas se formaram e abriram seus próprios espaços, onde vendem ou ensinam patchwork. Outras tantas, continuaram conosco, aprenderam e fizeram lindos trabalhos para presentear ou para uso próprio. Mas como nada dura para sempre, O Atelier Clube das Gerais encerrou suas atividades.

O mais importante que foi construído neste período, foi a amizade entre um grande grupo de mulheres, que, por meio deste fazer feminino, retrataram a cultura mineira.

O blog do Clube das Gerais será mantido e atualizado por tempo indeterminado e terá como principais objetivos:

· Ser elo de ligação entre as pessoas que participaram do Clube

· Criar uma rede de divulgação do Patchwork e Quilt (quem faz, quem ensina, quem vende) – Endereços de cursos e outros.

· Registrar e documentar a história do Clube das Gerais e da sua importância para a cultura mineira.

As cores

A cor não tem existência material: é apenas sensação produzida por certas organizações nervosas sob a ação da luz - mais precisamente, é a sensação provocada pela ação da luz sobre o órgão da visão. Seu aparecimento está condicionado, portanto, a existência de dois elementos: a Luz ( objeto físico, agindo como estímulo), o olho ( aparelho receptor, funcionando como decifrador do fluxo luminoso, decompondo-o ou alterando-o através da função seletora da retina. Alguns fatores determinam, ou influenciam, os significados das cores: suas próprias características,o gosto pessoal, fatores psicológicos,a moda e a natureza do objeto. A radiação luminosa visível que tem como síntese aditiva a luz branca. A luz solar é a melhor expressão de luz, por reunir de forma equilibrada todos os matizes existentes na natureza. Vemos o exemplo do arco-íris que é a decomposição da luz branca do sol, nos matizes que formam o espectro. As luzes monocromáticas são faixas coloridas do espectro solar tomadas isoladamente. Cor-pigmento: É a substância material que, conforme sua natureza, absorve, refrata e reflete os raios componentes da luz que se difunde sobre ela. É a qualidade da luz refletida que determina a sua denominação Percepção da Cor: Ao fenômeno da percepção da cor, além dos elementos físico (luz) e fisiológico (olho) existem os dados psicológicos que alteram substancialmente a qualidade do que se vê. O cérebro codifica aos objetos as cores incorporadas pela luz solar, transformando em valor subjetivo as cores permanentes dos corpos naturais. Exemplo: lençol branco que recebe luz azul, fica azulado, mas continuamos a denominá-lo de lençol branco.
Na percepção distinguem-se 3 características: · matiz (comprimento da onda), propriedade da cor que dá origem a seu nome e a diferencia das outras. · valor (luminosidade ou brilho), quantidade de luz que cada cor possui. Depois do branco , o amarelo é a cor de mais luminosidade. Quanto mais preto estiver contido na cor menos luminosidade ela terá. · croma (saturação ou pureza da cor). Cor com alto grau de pureza , com pouca quantidade de cinza na sua constituição. As cores pastéis são bom exemplo de cores pouco saturadas.
A harmonia é revelada pelo equilíbrio de 3 pontos referenciais: máxima luminosidade, máxima obscuridade e luminosidade intermediária entre 2 índices extremos(cinza-médio)
É importante conhecer as nomeclaturas da teroria da cor ao iniciar neste universo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Encontro social. Dia de festa!!!!

Encontro social. Dia de festa!!!!
Solange, Miriam Lucia, Renata, Ana Lúcia, Patrícia e Hila

Colcha da solidariedade

Colcha da solidariedade
Lucia, Rosane, Anely, Myrian e VÂnia.